sábado, 31 outubro 2020
Imagem topo

Uma oportunidade de ouro para as populações transfronteiriças luso-espanholas

Publicado domingo, 20 setembro 2020 11:36

 Não há dúvida que o Mercado Ibérico Transfronteiriço entre Portugal e Espanha, só melhora quando as populações transfronteiriças tiverem cada vez mais facilidades para se deslocarem entre estes dois Países. Se queremos captar mais (...)


Não há dúvida que o Mercado Ibérico Transfronteiriço entre Portugal e Espanha, só melhora quando as populações transfronteiriças tiverem cada vez mais facilidades para se deslocarem entre estes dois Países. Se queremos captar mais os “nuestros hermanos” a virem visitar o nosso País, temos que ter mais postos fronteiriços, desde Caminha, Melgaço e Vila Real de Santo António. Se estamos numa Europa sem fronteiras, não se compreende que na fronteira Luso-espanhola, quando disse ainda há povoações sem qualquer possibilidade de se deslocarem dum País para o outro, quer para fazer compras ou para passar uns dias de lazer. Por isso gostei muito de ouvir o Dr. António Costa, nosso Primeiro  Ministro, quando afirmou que iria aplicar parte dos milhões de euros destinados a Portugal na melhoria das actuais ligações fronteiriças e na criação de novas passagens na fronteira. Isso vai permitir uma melhoria substancial no comércio e turismo ibérico da edilidade, como Valença, onde a percentagem de turistas espanhóis ronda os 100%, Claro que agora, por causa da Pandemia, se não acontece, mas em circunstâncias normais, isso acontece. Por isso tudo o que se fizer para facilitar a vida para aqueles que nos visitam, é de aplaudir. Contudo, continuo a afirmar e continuarei até que me seja permitido que Caminha, a Bela Marinheira, para se desenvolver e criar postos de trabalho para os jovens e as jovens caminhenses, merecia já melhores ligações a AGUARDA. Assim como está e chamo desde a atenção aos senhores responsáveis da edilidade caminhense para o discurso do Sr. 1º. Ministro, para o destino dos milhões de euros que ele entende aplicar na melhoria das ligações transfronteiriças, assim como está, dizia eu, Caminha será sempre uma visita agradável, para mim, mas não para a juventude caminhense que quer criar raízes na sua terra. E o Turismo pode ser, na realidade, uma porta aberta para as suas ambições. Hoje em dia, e dadas as novas tecnologias na construção de pontes, não será difícil qualquer engº. projectista idealizar uma ponte entre Caminha e AGUARDA.

Termino como comecei. Existe uma oportunidade de ouro para o Turismo transfronteiriço luso espanhol. São milhões de euros para melhorar as ligações transfronteiriças. Saibamos aproveitar esta ocasião.

A nova geração caminhense agradece.

Antero Sampaio

 

logo branco

Quinzenário do concelho de Vila Nova de Cerveira. Medalha de mérito concelhio.

Estatuto Editorial do Cerveira Nova

geral@cerveiranova.pt
Telefone: +351 251 794 762

cerveirafm

Subscreva a nossa newsletter e receba as nossas novidades em primeira mão.