domingo, 31 maio 2020
Imagem topo

Inveja e derrota

Publicado terça, 19 maio 2020 11:16

Os mais velhos conhecem bem o modo português de apreciar a sua própria realidade nacional: um modo invejoso e depreciativo de tudo o que é alheio a quem aprecia, sobretudo, sendo nacional. Para o português, de um modo muito geral, (...)


Os mais velhos conhecem bem o modo português de apreciar a sua própria realidade nacional: um modo invejoso e depreciativo de tudo o que é alheio a quem aprecia, sobretudo, sendo nacional. Para o português, de um modo muito geral, o que é português e de outrem é mau. Isto mesmo se pode ver, a um ritmo realmente diário, a partir das nossas televisões. O poder crítico e a isenção no apreço pelos acontecimentos que se vão desenrolando no seio da nossa sociedade, está hoje extremamente desviado no sentido mais conveniente, em geral o dominante. Como muito bem tem referido José Pacheco Pereira, a nossa grande comunicação social funciona até, em muitas circunstâncias, por mero arrastamento.

Esta realidade está hoje a poder ser vista de um modo forte com as notícias ao redor de Mário Centeno. Num momento em que alguns pretendem manter o seu poder para lá de uma qualquer réstia de solidariedade com os que se situam num patamar que lhes é materialmente inferior, de pronto a nossa grande comunicação social, em especial a televisiva, toma como verdades as notícias surgidas em publicações que se sabe veicularem posições ligadas a interesses dos respetivos países, para mais com tais notícias suportadas nas seguríssimas... fontes anónimas. Depois de 46 anos volvidos sobre a Revolução de 25 de Abril, a nossa cultura político-social continua a marcar-se pelo histórico bota abaixo, tão tipicamente queirosiano.

Mas se com o Ministro das Finanças é esta a realidade e desde há muito, onde vem inacreditavelmente avultando a fantástica dúvida sobre se irá, ou não, para o Banco de Portugal, coube hoje a vez a Paulo Pedroso. Absolvido das canalhices com que se tentou envolvê-lo, conseguindo singrar por lugares diversos, com indiscutível qualidade e por mérito próprio, aí está ele de novo a ser tratado pela nossa grande comunicação social.

Desta vez, ao que se noticia, por ser assessor da administração da Associação Mutualista Montepio Geral. E tudo porque, por esta via, supostamente, se acentuaria a influência do PS naquela estrutura!!

Este modo invejoso da maneira portuguesa de estar na vida nunca nos ajudou a triunfar. Pelo contrário: ele tem sido o fator fundamental da derrota portuguesa, materializada na limitação forte de se aproveitar o que de bom se poderia criar entre nós. E como facilmente se percebe, sendo Mário Centeno Ministro das Finanças do Governo de António Costa, e tendo sido Paulo Pedroso ministro de um Governo de António Guterres, percebe-se facilmente que terá de ser da Direita dos interesses que estes dois mais recentes ventos de inveja e da baixa política provêm. E a verdade é que com o êxito no combate à COVID-19 e com os dados das mais recentes sondagens à vista, não há oposição que resista. O problema é que quem paga é Portugal e os seus cidadãos.

No meio de tudo isto, lá consigo fartar-me de rir com a mais recente descoberta por mim feita há minutos: afinal, certa jovem – só nos conhecemos de vista – que sempre eu supusera ser do Hospital Lusíadas Lisboa – sabia que eu pensava assim, deixando correr o marfim –, é, afinal, assistente de certa faculdade lisboeta e grande amiga (às escondidas) de um velho amigo meu, oriundo da mesma instituição. E tudo descoberto por dedução, embora seguríssima.

É bem verdade que o mundo é pequeno. E por isso ela saía de casa logo pelas 7 da manhã, ao que me contavam, com ar desportivo. O grande problema foi a... COVID-19. O raio da COVID-19! Enfim, fazendo rir, compensa o desagrado criado por aquela maneira de ser portuguesa atrás apontada.

Hélio Bernardo Lopes

logo branco

Quinzenário do concelho de Vila Nova de Cerveira. Medalha de mérito concelhio.

Estatuto Editorial do Cerveira Nova

geral@cerveiranova.pt
Telefone: +351 251 794 762

cerveirafm

Subscreva a nossa newsletter e receba as nossas novidades em primeira mão.