terça, 09 agosto 2022
Imagem topo

Concelho de Caminha vai ter quatro equipas de intervenção permanente

Publicado sexta, 04 fevereiro 2022 11:48

O Presidente da Câmara Municipal de Caminha vai levar à Reunião de Câmara agendada para próxima quarta-feira, a proposta de criação de duas novas Equipas de Intervenção Permanente (EIP) que ficarão sedeadas nas corporações de [...]


O Presidente da Câmara Municipal de Caminha vai levar à Reunião de Câmara agendada para próxima quarta-feira, a proposta de criação de duas novas Equipas de Intervenção Permanente (EIP) que ficarão sedeadas nas corporações de bombeiros de Caminha e Vila Praia de Âncora.

O Município de Caminha conta já com duas equipas de profissionais que se repartem pelas duas associações humanitárias do concelho. As EIP são constituídas por um chefe de equipa e por quatro bombeiros e cumprem com uma linha de orientação de profissionalização dos operacionais que, no âmbito do sistema de proteção civil, desempenham as missões cometidas aos corpos de bombeiros, a partir de uma parceria entre as Associações Humanitárias, os Municípios e a Autoridade de Emergência e Proteção Civil.

Para Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha, “a criação de novas Equipas de Intervenção Permanente é um gesto importante mas é apenas mais uma peça no sistema de proteção civil do concelho de Caminha que junta forças de segurança, autarquias, bombeiros, sapadores florestais, várias instituições e o conjunto da população. O concelho já tem duas equipas de profissionais preparados para socorrer a população 24 sobre 24 horas. Agora terá quatro equipas, que correspondem a vinte operacionais que terão formação específica e maior capacitação para corresponder a situações de emergência ou de catástrofe”.

Para o autarca ”A dificuldade que temos, hoje em dia, em cativar para o voluntariado, acrescida da exigência de cada vez maior especialização, obriga o Município a melhores respostas. A segurança de pessoas e bens conta para a Câmara de Caminha e temos total confiança nas nossas corporações de bombeiros, sabemos que delas nascerão soluções de maior prontidão no socorro”.

A criação das Equipas de Intervenção Permanente depende da manifestação de interesse das Associações Humanitárias e da concordância da Câmara Municipal que deverá assegurar parte do financiamento das mesmas. Para que estas novas equipas possam nascer, o Município fará um investimento anual de 85 mil euros. As quatro equipas de profissionais aquarteladas nos bombeiros de Vila Praia de Âncora e Caminha, exigirão a mobilização de cerca de 170 mil euros/ano por parte da Câmara Municipal.

 

logo branco

Quinzenário do concelho de Vila Nova de Cerveira. Medalha de mérito concelhio.

Estatuto Editorial do Cerveira Nova

geral@cerveiranova.pt
Telefone: +351 251 794 762

cerveirafm

Subscreva a nossa newsletter e receba as nossas novidades em primeira mão.